logo

Heather Morris se lembra das estrelas que faleceram, Naya Rivera e Cory Monteith, enquanto falava de alegações de maus-tratos em Glee

A ex-aluna de Glee, Heather Morris, recentemente abordou a polêmica em torno dos maus tratos de sua ex-co-estrela Lea Michele nos sets do popular drama adolescente. Durante um bate-papo recente no podcast Everything Iconic With Danny Pellegrino, Morris, 34 refletiu sobre por que ela e ninguém do elenco disseram muito sobre o comportamento de Lea durante as filmagens. Lembro-me de receber muita sombra e as pessoas pensavam, 'Por que você não sai e diz isso?' E eu fico tipo, 'Gente, ela está grávida e todas essas coisas estão por aí', Heather relembrou sobre como a polêmica explodiu nas redes sociais. E é verdade, não sei se talvez tenhamos sido vítimas de bullying, e é uma coisa muito vítima de se culpar, que é o que as pessoas diziam, mas ... a única pessoa que foi honesta sobre isso foi Naya [Rivera ]

Heather continuou, acrescentando que era algo muito secreto no set, e agora você vê todas essas coisas surgindo com nomes maiores que eram muito desrespeitosos e maltratavam muitas pessoas. Nós absolutamente poderíamos ter intensificado e ido aos executivos da Fox e dito como nos sentimos sobre a situação, mas ninguém o fez, ela lembrou. Acho que muitas pessoas ficaram com muito medo, e eu sei, genuinamente, eu senti que não era meu lugar, e não sei por que, porque eu era um membro do elenco.

Heather também acrescentou que parte do comportamento de Lea pode ter sido atribuído ao fato de ela estar de luto pela perda de Cory Monteith, que morreu em julho de 2013. Todos nós nos aproximamos de Lea em momentos diferentes, e então todos não éramos tão perto dela, Heather compartilhou. Então, há aquele elemento humano para entender quem é essa pessoa, crescer com essa pessoa, vê-la tentar se tornar melhor e cuidar de si mesma após o passado de Cory. Era apenas o elefante na sala.

o que acontece com sua pele quando você para de tomar café

Leia também: Heather Morris pede desculpas por comentar sobre a morte de Mark Salling: Não consigo expressar o quanto lamento